Ser Flamengo é ter alma de herói

"Há de chegar talvez o dia em que o Flamengo não precisará de jogadores, nem de técnico, nem de nada. Bastará a camisa, aberta no arco. E, diante do furor impotente do adversário, a camisa rubro-negra será uma bastilha inexpugnável."

Excursão para ver Deus - Capítulo II

Excursão para ver Deus - Capítulo II

O IDOLO ETERNO II - O RETORNO

Ontem foi mais um dia especial. Dia em que levei a galera pra falar com o Zico no CFZ.  Há 4 anos atrás vocês lembram que fiz a mesma coisa, a pedido do Fábio Justino (ver no site - matéria O Ídolo Eterno- Seção Flamengo).

Pois bem, ontem foi a maior cabeçada. O próprio Fábio, Marquinhos, Diego, os irmãos Samir  e Kasser Anka, Renato Bastos, toda a Diretoria da Torcida Urubuzada comandada pelo Vitinho, Gaspar, Vinicius,  Lula, etc. Caramba, a felicidade da galera extrapolou todos os limites. Infelizmente o pessoal de fora do Rio não pode vir, mas não vai faltar oportunidade. Vou armar esses encontros outras vezes. É uma maneira de dividir minha felicidade com eles e o próprio Zico incentiva isso. Ele sabe que uma foto autografada e/ou um simples sorriso pra essa galera é um prêmio que não tem valor.

Fiquei muito feliz, muito. Isso não tem preço. Pra vocês terem uma idéia, eu que acompanhei esse cara desde o Juvenil, só vim falar com ele em 1983, isso mesmo, em 1983 na apresentação dele na Udinense. E olha que freqüentávamos o mesmo clube, a mesma academia (do meu querido amigo Franccalici), viajamos no mesmo avião, ficávamos no mesmo hotel mas eu não tinha coragem de falar com ele. Eu imaginava que estava de frente de uma divindade, um Deus... E Deus não fala com qualquer um. Era uma coisa de louco, galera.

Na apresentação dele na Udinense fui com o Zé Carlos mais duro que pau de noivo véspera do casamento. Levamos 50 camisas do Flamengo pra vender. O Zico tava dando um milhão de entrevistas e meu viu com as camisas olhando prele como mendigo olhando prum prato de comida... Perguntou: Quer falar comigo Moraes? (eu tremi que nem vara verde...)

... quer...quer.. quero...tu autógrafa essas camisas pra eu vender...?

Claro... dá aqui...

Pqp...Autografou as 50... Vendi na hora a 100 dólares cada uma... O bolso ficou assim Ó... Ganhei uma grana preta... Tirei uma de bacana durante 5 dias...

Hoje virou zona. Hoje somos amigos. É negão pra lá, careca pra cá, mala pra lá, bau pra cá... eh!eh!eh!

Por isso faço questão de levar a galera pra falar com o cara, faço questão. Todas as vezes que o Zico autorizar levo mil pessoas, se der. Repito: é uma maneira de dividir a benção que Deus me deu. Vejo no olhar a reação das pessoas. O Negão (Fábio) ficou mais branco que leite quando falou com o Galo... hilário.  Os outros mulekes já me mandaram e-mail agradecendo. O olhar de felicidade deles não tem preço.

Vejam as fotos e aguardem a próxima. Para o pessoal fora do Rio só tenho um conselho. Dane-se o trabalho, família, colégio, tudo. Chutem o balde pô! Mas não deixem a vida passar.

Valeu

Moraes